Table of contents

Cursos

Qual o objectivo do Ensino Português no Estrangeiro?

Os cursos de português funcionam como um complemento educativo em língua e questões culturais diversas relacionadas com os percursos familiares e individuais dos alunos, bem como com aspectos mais relevantes da história, da geografia, do meio-ambiente e de personalidades, datas e acontecimentos.

O que fazer para organizar um curso de português na escola do meu filho?

Deve informar-se sobre o número de alunos falantes de português que existem na escola e, se o número for significativo, deve ter uma conversa com o director da escola para saber se existe disponibilidade e interesse em organizar um curso. Se esse for o caso, deve dar-lhe o contacto da Coordenação de Ensino para que esta possa apoiar a escola nesta iniciativa. Este tipo de cursos chama-se “Programa Português na Escola”.

O que devo fazer para inscrever o meu filho nos cursos de português?

Deve contactar a Coordenação do Ensino ou o professor de português, se já souber onde o seu filho quer frequentar o curso. Será necessário que preencha uma ficha de inscrição.

Não há curso de português na minha área de residência? O que posso fazer?

Se não existir possibilidade de aprendizagem formal, isto é, cursos de português perto do seu local de residência, pode optar pelo ensino a distância que é promovido pela Coordenação do Ensino. Mas uma língua pode sempre aprender-se lendo textos escritos nessa língua, ouvindo rádio e televisão ou pessoas que a falam, fazendo jogos ou exercícios sobre tópicos vários. Isto significa que pode apoiar a aprendizagem do seu filho em casa.

Como são avaliados os alunos?

Os alunos são avaliados continuamente, através de trabalhos e testes. No final de cada período, o professor preenche um boletim de avaliação, onde faz uma apreciação qualitativa sobre as competências de língua do aluno; este boletim é dado a conhecer aos pais e é-lhes entregue no final do ano lectivo.

Quais são os critérios para a transição de ano?

Em primeiro lugar não é correcto falar de transição de ano no Ensino Português no Estrangeiro, mas sim de anos de frequência. Os alunos vão sempre acumulando conhecimento e melhorando o seu desempenho em Português. Assim, em cada ano, as turmas vão sendo mais ou menos heterogéneas consoante as capacidades dos alunos, o que quer dizer que não há passagem ou reprovação mas antes progressão no ensino e aprendizagem.

Como são constituídos os grupos de aprendizagem e quantos alunos têm em média?

A constituição dos grupos de aprendizagem está sempre dependente do número de alunos inscritos no curso; mediante o número de alunos existentes, tenta-se constituir grupos homogéneos, ou seja, grupos com alunos com um nível de competência de língua semelhante e, quando possível, do mesmo nível etário. O número de alunos por grupo varia de escola para escola, e o tempo lectivo é de 1hora e meia a 3 horas semanais.

O meu filho não acabou o livro do ano passado e já começou um novo. Porquê?

O professor tem autonomia para escolher os materiais com os quais trabalha e a Coordenação de Ensino não lhe pode impor que trabalhe com este ou outro manual. Se o seu filho não acabou o livro do ano passado, pode aproveitar a oportunidade para, em casa, ler alguns dos textos com o seu filho e realizar algumas das actividades propostas. É uma boa forma de relembrar os seus tempos de escola.

Pais e alunos

Que língua devo falar com o meu filho: inglês ou português?

Deve falar em português, pois é a língua em que melhor se sabe exprimir. Se o seu filho for fluente em português, facilmente aprenderá inglês na escola. A melhor preparação para aprender uma nova língua é dominar a primeira língua.

Gostava de poder ajudar o meu filho no português, mas já começo a esquecer muita coisa…

Isso não o impede de o poder ajudar. Já pensou em tudo aquilo que sabe e que lhe pode transmitir? Cantigas, histórias, provérbios… A língua e a cultura não são só falar e escrever, são também tudo o que vamos vivendo ao longo do tempo. Ajuda o seu filho em português e a ter um melhor aproveitamento escolar se o incentivar e estiver com ele a rever os trabalhos de casa, se lhe contar histórias, etc.

Exames

O que são os exames de GCSE, AS e A2?

Os exames de GCSE, AS e A2 são exames de português língua estrangeira do sistema de ensino britânico. Nos cursos de português preparam-se os alunos para estes exames. Para mais informações ver as páginas cursos e exames.

A Coordenação faz a inscrição dos alunos para os exames de GCSE, AS e A2?

Neste momento, a Coordenação do Ensino não funciona como centro de exames e, embora prepare os alunos para o exame, não pode proceder à sua inscrição. A inscrição é da responsabilidade do aluno, da família e da escola que o aluno frequenta. O professor responsável pelo curso passa uma carta em que declara que o aluno está a estudar para o exame e em que pede à escola que faça a inscrição junto do examination board (OCR).

Equivalências

Como é feito o reconhecimento e equivalência de habilitações?

Na Europa, o reconhecimento e equivalência de habilitações é regulado pelas agências NARIC (National Academic Recognition Information Centers). Informação disponível em UK NARIC (Reino Unido) e DGES NARIC (Portugal). Pode ainda consultar a página portuguesa do British Council.

Como conseguir a equivalência de habilitações britânicas em Portugal (ensino básico e secundário)?

Dever-se-á pedir um certificado de frequência ou conclusão na escola do aluno. O documento da escola deve ser autenticado por um notário e, depois, deverá ser também autenticado com o Selo da Convenção de Haia. Pode obter este selo nos serviços do Legalisation Office. Alguns notários cobram uma quantia adicional e tratam de todo o processo junto do Legalisation Office:

The Legalisation Office (Norfolk House (West), 237 Silbury Boulevard, Milton Keynes, MK9 2AH)

Telf: 01908 295 111, Fax: 01908 295 122

Email: legalisationoffice@fco.gov.uk, Website: http://www.fco.gov.uk/legalisation

Deve ainda perguntar na escola em Portugal se é necessário mais algum documento (a tradução do certificado, por exemplo).

Como conseguir a equivalência de habilitações portuguesas no Reino Unido (ensino básico e secundário)?

Dever-se-á pedir um certificado de frequência ou conclusão na escola do aluno. O documento da escola deve ser autenticado com o Selo da Convenção de Haia. Pode obter este selo nos serviços da Procuradoria-Geral da República em Portugal.

E-mail:  mailpgr@pgr.pt

Internet: http://www.pgr.pt

Como conseguir a equivalência de habilitações britânicas em Portugal (ensino superior)?

A tradução, legalização e equivalência de certificados poderá não ser estritamente necessária, dependendo das circunstâncias. Seja para candidatura a um emprego ou para matrícula num curso, deverá saber junto da instituição em causa se é necessária a legalização dos documentos. A legalização apenas certifica que o documento é legítimo.

Para obter a legalização do documento, faça a autenticação do certificado num notário e no Legalisation Office.

Alguns notários cobram uma quantia adicional e tratam de todo o processo junto do Legalisation Office:

The Legalisation Office (Norfolk House (West), 237 Silbury Boulevard, Milton Keynes, MK9 2AH)

Telf: 01908 295 111, Fax: 01908 295 122

Email: legalisationoffice@fco.gov.uk, Website: http://www.fco.gov.uk/legalisation

O pedido de equivalência pode ser feito junto de uma universidade em Portugal. Poderá não ser exigida a tradução de um certificado em inglês. Para mais informações consultar a página da Direcção-Geral do Ensino Superior.

Como se organiza o sistema de ensino português?

Ver a página sobre a organização do sistema de ensino português. Se pretender obter informação sobre os currículos, consulte a página da DGIDC.

Ensino universitário

Onde se ensina português nas universidades britânicas?

Há diversas universidades que oferecem disciplinas e/ou cursos de língua e cultura portuguesas. Ver a página de ligações de ensino e formação.

Quero fazer um mestrado ou doutoramento no Reino Unido. O que devo fazer?

As candidaturas são feitas junto das universidades. Para uma lista das universidades e respectivos cursos, consultar as páginas HERO (Higher Education and Research Opportunities) e Prospects. Normalmente, o processo passa pela tradução e autenticação dos certificados de habilitações, pelo preenchimento de um formulário (em papel ou on-line), por uma entrevista e, no caso dos doutoramentos, pela apresentação de um projecto de investigação. Pode ainda consultar a página portuguesa do British Council. Deverá ainda fazer prova dos conhecimentos de inglês, normalmente através dos exames IELTS ou TOEFL.

Quero fazer uma licenciatura no Reino Unido. O que devo fazer?

As candidaturas são feitas através do sistema UCAS (Universities and Colleges Admissions Services). A página web tem uma secção dedicada aos estudantes estrangeiros. Pode ainda consultar a página portuguesa do British Council.


Fatal error: Call to undefined function the_content_2() in /mounted-storage/home101c/sub008/sc64163-FHJX/e-portugues.co.uk/wp-content/themes/comfy/page-normal.php on line 72